Região Blumenau

Gaeco apura exploração de jogos de azar e lavagem de dinheiro

Um advogado e agentes públicos estariam envolvidos no esquema

Autor
Gaeco apura exploração de jogos de azar e lavagem de dinheiro
Foto ilustrativa / Arquivo

O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) desencadeou uma operação na tarde desta quarta-feira (3), em Blumenau, no Vale do Itajaí. Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca local. 

PUBLICIDADE

Os mandados foram direcionados a dois investigados suspeitos de participarem de um esquema criminoso que envolve possível exploração de jogos de azar, além de crimes de corrupção, organização criminosa e lavagem de capitais. 

Detalhes da investigação que resultou na operação do Gaeco

A operação do Gaeco serve de apoio à investigação conduzida pela 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Blumenau. Os indícios apontam que o grupo contava com a presença de um advogado e com o recrutamento de agentes públicos que deveriam, em tese, fiscalizar as atividades que, de acordo com a legislação, não seriam permitidas. 

Acompanharam as buscas a Corregedoria da Polícia Civil de Santa Catarina e representante da Comissão de Prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil. A Polícia Científica do Estado de Santa Catarina também prestou apoio às diligências. A investigação segue em segredo de Justiça. Por isso, não foram revelados detalhes, como endereços das buscas e nomes dos alvos.

Gaeco

O Gaeco é uma força-tarefa composta, em Santa Catarina, pelo Ministério Público, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Penal, Receita Estadual e Corpo de Bombeiros Militar, e tem como finalidade a identificação, prevenção e repressão às organizações criminosas.

Relacionadas