Região Brasil

Turista brasileiro prefere passeios de última hora e pagamento no Pix, aponta pesquisa

Fora de casa, gasto médio é de R$ 400 por dia em passeios turísticos

Turista brasileiro prefere passeios de última hora e pagamento no Pix, aponta pesquisa
Ponte Hercílio Luz,, em Florianópolis, principal cartão portal de Santa Catarina Foto: divulgação

O brasileiro é imediatista quando se trata de passeios turísticos. Em média, os turistas fazem uma reserva até seis dias antes de realizar o passeio em uma viagem e desembolsam em torno de R$ 400 em algum atrativo turístico pagando preferencialmente com o Pix. É o que aponta uma pesquisa exclusiva da mymento, empresa de tecnologia focada no setor de turismo, considerando uma base de 50 mil viajantes que foram acompanhados no período de Verão pela plataforma de reservas.

PUBLICIDADE

O levantamento revelou que os destinos de viagens apresentam variações no tempo médio entre fazer a reserva e realizar o passeio turístico. De forma geral, no Brasil, esse período é de 6,5 dias.

Entre alguns destinos populares estão as praias e cidades próximas a São Paulo, como Monte Verde, Campos do Jordão e Campinas. A pesquisa confirma nossa percepção prática sobre a decisão imediata de viajar e aproveitar o momento. Considerando que o gasto médio de R$ 400 equivale a aproximadamente um terço do salário-mínimo, percebemos o enorme potencial de crescimento do setor de turismo no país”, afirmou Johannes Noebels, CEO da mymento.

Tíquete médio

Analisando o recorte do valor médio das reservas durante o verão e o Carnaval, no Brasil, o valor médio está em R$ 442. Considerando o recorte desses destinos populares, o Rio de Janeiro lidera a lista entre os destinos onde os brasileiros gastam mais com passeios turísticos, desembolsando em torno de R$ 560. A Região dos Lagos é o segundo custo médio mais caro, de R$ 430, seguido por Pipa, com R$ 331. Os destinos próximos a São Paulo registram o menor custo médio, de R$ 212.

O meio de pagamento preferido para custear os passeios é o Pix, predominante para 65% dos usuários da plataforma, seguido pelo cartão de crédito com 31% das transações, enquanto o dinheiro em espécie e transferências entre contas representam apenas 1% das escolhas dos viajantes. Para a mymento, esses números evidenciam a crescente conectividade do brasileiro e sua preferência por flexibilidade no momento de pagamento pelo passeio.

O brasileiro é conhecido por valorizar os momentos de folga com diversão. Essa pesquisa reforça o quanto somos um povo que aprecia viver intensamente cada experiência, especialmente durante o Carnaval”, explica Johannes, que é alemão e escolheu o Brasil como destino para morar e investir. 

Relacionadas