Região Grande Florianópolis

Servidores municipais de Florianópolis entram em greve nesta terça

Escolas, Comcap e serviços públicos devem parar ao mesmo tempo

Autor
Servidores municipais de Florianópolis entram em greve nesta terça
Foto> Sintrasem / divulgação

Os servidores municipais de Florianópolis decidiram iniciar nesta terça-feira (11) uma paralisação por tempo indeterminado. A greve deve abranger tanto os trabalhadores do serviço público, escolas municipais e também a Comcap, que faz a coleta do lixo na cidade.

PUBLICIDADE

Nas redes sociais, o Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Municipal (Sintrasem) confirmou a paralisação; “Neste dia 12, vamos construir uma das maiores mobilizações que a cidade já viu, com assembleia da Comcap pela manhã, assembleia da PMF à tarde, e um grande ato no centro de Florianópolis”, anunciou o presidente da entidade, Renê Muraro.

Segundo o Sindicato, a categoria exige o cumprimento dos planos de carreira, e também o chamamento dos concursos públicos e a realização de novos concursos. O Sintrasem também busca a melhoria das condições de trabalho e a valorização dos trabalhadores. “A realidade é que o prefeito se recusa a sentar para negociar com o sindicato e não quer assinar o acordo coletivo”, completou Muraro.

Nas redes sociais, o prefeito Topazio Neto se manifestou sobre a paralisação, que já vem sendo prevista desde a semana passada. Segundo ele, a greve é mais uma manobra política em ano de eleição. “Não tenho medo de desgaste, não vai funcionar. Se isso acontecer, sindicato vai sair com uma multa milionária”, disse Topázio.

Algumas escolas municipais, sobretudo as de educação infantil que funcionam como creches para que os pais das crianças possam trabalhar, emitiram bilhetes nesta segunda-feira (11) às famílias, informando sobre a paralisação.

Escolas enviaram bilhetes aos pais nesta segunda avisando sobre a greve. Foto: divulgação

Relacionadas