Região Grande Florianópolis

Casal investigado por desvio de fundos é preso com armas e munições

Mandados foram cumpridos na casa e no comércio do casal, além da sede de um sindicato

Autor
Casal investigado por desvio de fundos é preso com armas e munições
Foto: Divulgação / Polícia Civil

Nesta quarta-feira (10), a Polícia Civil prendeu um casal em flagrante durante o cumprimento de mandados de busca e apreensão, em uma investigação relacionada a desvios de fundos da conta do Sindicato de Produtores Rurais de Rancho Queimado e fraudes para adquirir produtos para comércio próprio.

PUBLICIDADE

Os mandados foram cumpridos no comércio dos investigados, na residência e na sede do sindicato, localizados em Rancho Queimado, na Grande Florianópolis. Conforme informado pela polícia, o estabelecimento do casal, que seria um açougue, já havia sido interditado anteriormente.

Durante a ação, foram apreendidos um rifle, munições, celulares e documentos de interesse da investigação. No momento das buscas, a mulher descumpria uma medida protetiva de urgência e foi presa. Já o homem foi atuado em flagrante pela posse irregular da arma e das munições. As investigações, quanto aos desvios de fundos e às fraudes, prosseguem.

A operação contou com o apoio da Polícia Militar e de policiais civis da Diretoria Estadual de Investigações Criminais e da Delegacia de Polícia de Santo Amaro da Imperatriz, Águas Mornas, Angelina e Anitápolis.

Casal preso em São Paulo após fazer vítima em Florianópolis

No dia 2 de julho, a Polícia Civil de Santa Catarina prendeu preventivamente, em São Paulo, um casal suspeito de integrar uma quadrilha especializada no golpe da “falsa central bancária”. As investigações começaram há dez meses, quando um idoso, morador de Florianópolis, foi alvo do grupo criminoso.

A vítima recebeu uma ligação de um número 0800, que supostamente seria do Banco do Brasil. O idoso, convencido de que sua conta havia sido invadida, forneceu informações essenciais aos golpistas. Com esses dados, eles conseguiram obter vantagens indevidas, de aproximadamente R$ 80 mil, como pagamento de tributos (IPVAs) e aprovação de financiamentos fraudulentos.

A polícia realizou diligências após identificar o casal responsável pela aquisição de centenas de números 0800 (Voip) em sites estrangeiros, desde 2021, com o objetivo de praticar crimes de estelionato em todo o Brasil. As investigações revelaram que essas transações eram feitas com documentos e cadastros falsos, frequentemente utilizando VPNs, o que evidenciou que um dos dois possui conhecimento técnico especializado na área.

Além do casal preso, outras pessoas também são investigadas. Foram cumpridos, ainda, três mandados de busca e apreensão domiciliar e o bloqueio de contas bancárias de três alvos da operação, até o limite de R$ 500 mil, e o sequestro de um veículo MINI Cooper.

Relacionadas