Região Blumenau

Professores da UFSC adiam greve para 15 de abril com votação online

Categoria promoveu uma assembleia na quarta-feira

Autor
Professores da UFSC adiam greve para 15 de abril com votação online
Professores reunidos em assembeleia em Florianópolis. Foto: divulgação

Os Professores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) iniciaram uma votação online para aprovar a paralisação da categoria a partir do dia 15 de abril. A consulta iniciou na tarde de quarta-feira (3) e se estende até o sábado (6). Eles estiveram reunidos em assembleia pela manhã, na quarta, em Florianópolis, dia em que haviam indicado anteriormente o início da greve. No entanto, a proposta apresentada e que entrou em votação adiou a paralisação por mais duas semanas.

PUBLICIDADE

De acordo com a Apufsc-Sindical, entidade que reúne a categoria, 351 professores participaram da assembleia presencial, em Florianópolis. Eles aprovaram a cédula de votação com a pergunta: você é a favor da adesão dos professores e professoras da UFSC à greve nacional docente a partir de 15 de abril? Os votos estão sendo computados no site da Apufsc.

Além de uma recomposição salarial que varia de 22,71% a 34,32%, conforme a categoria, os servidores pedem também reestruturação das carreiras da área técnico-administrativa e de docentes. Também querem a revogação de “todas as normas que prejudicam a educação federal com aprovação nos governos Temer e Bolsonaro”. E ainda a recomposição do orçamento e o reajuste imediato dos auxílios e bolsas dos estudantes.

O Ministério da Gestão, em Brasília, informou que, somente em 2023, viabilizou, a partir de negociação com as entidades representativas dos servidores federais, um reajuste linear de 9% para todos os servidores. Além disso, também o aumento de 43,6% no auxílio-alimentação.

Relacionadas