Região Balneário / Itajaí

Parlamentares querem mais recursos para municípios impactados por enchentes

MDB de Joinville tem dois nomes para a eleição, entre outros destaques

Autor
Parlamentares querem mais recursos para municípios impactados por enchentes

O Fórum Parlamentar Catarinense esteve com o ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Goes, e a equipe da Secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil de Santa Catarina, solicitando recursos para os municípios impactados pelas enchentes que ocorreram no ano passado. Obras estruturantes, financiadas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), também estiveram na pauta.

PUBLICIDADE

O deputado federal Valdir Cobalchini (MDB), que é o coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense, destacou que são cerca de R$ 7 bilhões de prejuízo, afetando setores cruciais da economia catarinense. Ele lembra que a constante ameaça de fenômenos climáticos continua a afetar o Estado, ampliando as perdas, os desastres e o impacto econômico.

No encontro, o ministro demonstrou receptividade e apresentou o que a pasta já fez em prol dos municípios catarinenses. Ao todo, já foram liberados R$ 32 milhões e a expectativa é de que mais R$ 170 milhões sejam direcionados.

Também houve compromisso por parte do Fórum de alinhar reunião com a Casa Civil para as obras estruturantes. “Se unirmos obras de prevenção com o aumento dos recursos, vamos evitar grandes desastres, como os que aconteceram no ano passado. Não podemos esperar que aconteçam catástrofes para buscar soluções”, destaca Cobalchini.

Chiodini

O presidente estadual do MDB, deputado Carlos Chiodini, oficializa hoje a mudança de sua filiação para Itajaí. O evento, que ocorrerá na Sociedade Tiradentes, a partir das 19h30, terá a presença do presidente nacional do MDB, Baleia Rossi, e demais lideranças estaduais. Chiodini disputará a Prefeitura de Itajaí e já tem conversado com outros partidos para formar uma aliança.

CCJ da Câmara

A deputada federal catarinense Caroline de Toni (PL) ganhou a queda de braço e conseguiu, através do presidente nacional de seu partido, Valdemar da Costa Neto, ser indicada para a presidência da Comissão de Constituição e Justiça. Uns dias antes, a indicação de Caroline esteve sob risco, já que os partidos da base do governo não queriam o seu nome. Valeu a promessa de Valdemar, que não abriu mão de ter Caroline no comando da mais importante comissão da Câmara dos Deputados.

PAC em SC

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciou, ontem, o resultado de 16 das 27 modalidades do Novo PAC Seleções e, dentro desse pacote que totaliza R$ 23 bilhões em investimentos, Santa Catarina vai receber 211 obras. Cerca de 140 municípios serão impactados, alcançando 6,3 milhões de catarinenses, 84% da população, em obras que serão ligadas à Saúde, à Educação, à Cultura e ao Esporte.

BC e o mundo árabe

O que tem de concreto nas viagens do prefeito de Balneário Camboriú Fabrício Oliveira (PL) ao mundo árabe? Durante seus dois mandatos, ele viajou oficialmente para os Emirados Árabes em cinco oportunidades. De concreto, para a cidade, a única conquista foram os drones que fizeram parte da festa de réveillon.

Investidores para uma completa revitalização da Barra Sul, conforme Fabrício anunciou a cada viagem, não apareceram. No fim de fevereiro, ele levou o governador Jorginho Mello (PL) e uma grande comitiva para Abu Dhabi e Dubai, com a mesma expectativa de trazer importantes investimentos para BC e para Santa Catarina. A torcida é que dessa vez o retorno dessas constantes viagens aporte por aqui.

Nome do MDB

Em Joinville, o deputado estadual Fernando Krelling, segue tentando convencer o ex-deputado federal Rodrigo Coelho (Podemos) a se filiar ao MDB. Eles têm conversado todas as semanas, mas parece que Coelho ainda levará um tempo para definir se aceita o desafio.

Ele também foi convidado pelo PL, mas não teria aceitado. Se Coelho não for para o MDB, caberá a Krelling disputar mais uma vez a Prefeitura de Joinville. A diferença é que, dessa vez, não carregará todo o desgaste da questionável gestão de Udo Dohler.

Fiesc

Para a Federação Catarinense das Indústrias (Fiesc), a proposta de reoneração da folha de pagamento é equivocada e com potencial de gerar impactos negativos relevantes para a indústria catarinense. Um ofício assinado pelo presidente Mário Aguiar pede apoio dos representantes de SC no Congresso Nacional para rejeitar o projeto.

No documento, Aguiar destaca que, “se aprovado nos termos em que está, os segmentos da indústria catarinense que mais geram empregos estarão entre os mais prejudicados”. É o caso dos setores têxtil, de confecções e vestuário; de máquinas e equipamentos; e também de proteína animal.

Marcelo Lula é jornalista e radialista. Atuou em emissoras de rádio e jornais no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Atualmente, faz comentários na Condá FM de Chapecó e na Rede Guararema de Rádios.

O jornalista tem se destacado por furos de fatos de grande repercussão em Santa Catarina, além de matérias investigativas e revelações dos bastidores de importantes investigações e da política.

Relacionadas