Região Grande Florianópolis

Morre Luiz Viegas, que concorreu a vice prefeito em Florianópolis

Dentista de formação, Viegas foi presidente do PDT municipal

Autor
Morre Luiz Viegas, que concorreu a vice prefeito em Florianópolis
Foto: FIESC / divulgação

Morreu na madrugada deste sábado (1º) em Florianópolis o dentista e político Luiz Miguel Vaz Viegas, aos 70 anos de idade. Natural do Rio de Janeiro, Viegas foi superintendente regional do Trabalho em Santa Catarina, mas se notabilizou ao concorrer ao cargo de vice-prefeito da Capital nas eleições municipais de 1988, quando compôs chapa ao lado de Sérgio Grando.

PUBLICIDADE

A Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) emitiu uma nota oficial lamentando a morte de Viegas, que foi conselheiro do SESI, período em que foi representante do Ministério do Trabalho e Emprego e e membro do Conselho de Gestão da FIESC.

Em texto publicado em rede social, a família destacou a carreira política de Viegas e sua luta pela causa do trabalhador. Ele militou no Partido Democrático Trabalhista (PDT), tendo presidido o diretório de Florianópolis. Viegas sofria de uma doença renal crônica e estava na fila de espera de transplante de rim. Deixa esposa, filhas, netas e bisnetos. O velório acontece desde o começo da tarde deste sábado, na capela F do Cemitério do Itacorubi, na Capital. O sepultamento está marcado para as 17h.

Morreu na madrugada deste sábado (1º) em Florianópolis o dentista e político Luis Miguel Vaz Viegas, aos 70 anos de idade. Viegtas foi superintendente regional do Trabalho em Santa Catarina, mas se notabilizou ao concorrer ao cargo de vice-prefeito da Capital nas eleições municipais de 1988, quando compôs chapa ao lado de Sérgio Grando.
Imagem dos anos 80, Luiz aparece com Afrânio Boppré, Elson Pereira e o ex-presidente estadual do PDT. Foto: divulgação

Luiz Viegas e homenagens

A família Viegas também se manifestou nas redes sociais. Os filhos e amigos lembraram que Luiz Miguel dedicou sua luta às causas dos trabalhadores, e teve uma carreira política exemplar, com sua “estupenda capacidade de mediação de conflitos”. O ex-vice-prefeito e atual vereador de Florianópolis Afrânio Boppré também lamentou a morte do amigo e companheiro de militância.

Relacionadas