Região Balneário / Itajaí

Júlia mostra força em movimento dos descontentes do PL catarinense

Dário no PSDB, a filiação de Chiodini, entre outros destaques

Autor
Júlia mostra força em movimento dos descontentes do PL catarinense
Foto: Divulgação

O movimento da deputada federal Júlia Zanatta (PL) de trazer ao estado o deputado federal por São Paulo Eduardo Bolsonaro (PL) é mais um sinal da força política que ela tem na direita e extrema-direita. Enquanto o governador Jorginho Mello (PL) estava sem conversar com a parlamentar desde a posse de Javier Milei, na Argentina, Júlia segue trabalhando e sendo cortejada pelo partido Novo e pelo PSD.

PUBLICIDADE

Fontes próximas ao deputado federal Gilson Marques (Novo) comentam que Júlia é um dos sonhos do partido Novo. Na sexta-feira (08), ela levou o filho 03 do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) para encontrar o prefeito de Florianópolis, Topázio Neto (PSD), antes de Eduardo ir ao encontro com o governador, que não teria ficado nada contente ao saber da visita ao pessedista.

Neste domingo, Júlia Zanatta publicou em suas redes um vídeo onde sua filha chama o prefeito de Florianópolis de “amigo Topázio”. Ela também já publicou em suas redes compartilhando ações do prefeito de São José, Orvino de Ávila, também do PSD.

A queda de braço da deputada bolsonarista com Jorginho Mello aconteceu após uma briga envolvendo seu esposo, Guilherme Colombo, no Balneário do Rincão. Após a ocorrência, o governador recebeu os envolvidos e decidiu apoiar o candidato que brigou com Júlia na região.

Após o ocorrido, a parlamentar se afastou de Jorginho, mas ressurge com Eduardo Bolsonaro, o mesmo movimento que Júlia fez antes de Jair Bolsonaro se filiar ao PL. Ela trouxe Eduardo a Santa Catarina em novembro de 2019, quando conseguiu o apoio a Jorginho. A deputada criciumense mantém uma relação quase familiar com a família Bolsonaro.

Vale lembrar que somente após o movimento feito por Júlia em 2019 que Jorginho começou a ganhar apoio entre os bolsonaristas que estavam decepcionados com o então governador, Carlos Moisés da Silva. Decepção que volta a ocorrer no estado entre algumas lideranças liberais com Jorginho. O movimento dos descontentes dentro do PL começa a ganhar força, não tendo apenas Júlia Zanatta como personagem.

Na lista, aparecem Ana Caroline Campagnolo, a deputada mais votada da atual legislatura da Alesc, e o deputado Carlos Humberto Silva. O governador não aceitou o candidato escolhido por Campagnolo para disputar em Itajaí e não apoiou Silva, inviabilizando a sua candidatura a prefeito de Balneário Camboriú. Resta saber qual será o comportamento nas eleições desses importantes players do Partido Liberal catarinense.

Dário no PSDB

Fonte tucana me disse que o ex-senador Dário Berger bateu o martelo neste final de semana e se filiará ao PSDB para disputar a Prefeitura de Florianópolis. Segundo o relato, as conversas do partido com Berger se intensificaram na vinda do presidente nacional do PSDB, Marconi Perillo, e do deputado federal mineiro Aécio Neves.

Esta semana servirá para que o partido planeje a filiação de Berger, que deve levar junto para o PSDB o seu novo padrinho político, Gelson Merisio, que já esteve no ninho tucano e saiu para se filiar ao Solidariedade.

Chiodini em Itajaí

Se o deputado federal Carlos Chiodini tinha alguma dúvida sobre a disputa à Prefeitura de Itajaí, o seu evento de filiação tratou de fortalecer a vontade do líder emedebista em Santa Catarina de ser candidato. Chiodini atraiu grandes nomes do MDB catarinense, a exemplo de deputados e lideranças como os ex-governadores Paulo Afonso e Eduardo Pinho Moreira, a senadora Ivete Appel da Silveira, o ex-senador Neuto de Conto, o presidente da Alesc Mauro De Nadal e o presidente nacional do partido, deputado Baleia Rossi.

Além deles, prefeitos, vereadores e apoiadores somando mais de mil pessoas no clube Tiradentes. Chiodini aceitou disputar em Itajaí após ter sido procurado por empresários e lideranças locais que fizeram o convite.

Quase voltou

Quem quase voltou ao cenário eleitoral foi a ex-senadora Ideli Salvatti. Uma liderança do Partido dos Trabalhadores me contou que se o ex-vereador Vanderlei Farias, o Lela, não participasse da eleição à Prefeitura de Florianópolis, Ideli poderia ter ido para a disputa.

Ela mesma confirma que colocou o nome à disposição quando Lela teve um problema de saúde. Porém, com a recuperação do pré-candidato petista, Ideli me disse que ele será o nome do partido. “Terá 13 na urna em Florianópolis após 16 anos”, afirmou.

Filiação em BC

A vereadora Juliana Pavan se filia hoje ao PSD e se anunciará como pré-candidata a prefeita de Balneário Camboriú. Única mulher na Câmara de Vereadores do município, Juliana segue o mesmo caminho de seu pai, o ex-governador Leonel Pavan, que disputará a Prefeitura de Camboriú. O ato de filiação acontece às 18h55 no Centro Eventos Júlio Tedesco.

Posse no TER

A desembargadora Maria do Rocio Luz Santa Ritta é a nova presidente do Tribunal Regional Eleitoral. Ela foi empossada na sexta-feira em sessão plenária no Tribunal de Justiça que contou com a presença do governador Jorginho Mello (PL), presidente do TCE, Herneus De Nadal, presidente do TJSC, Francisco Oliveira Neto, entre outras lideranças. A magistrada será a primeira mulher a conduzir um processo eleitoral em Santa Catarina.

Vaga ao Senado

Conforme divulguei na sexta-feira (8), o Ministério Público Federal, através da Procuradoria Eleitoral, apresentou parecer favorável à cassação do senador Jorge Seif (PL). No mesmo parecer, o MPF defende que haja nova eleição.

Os advogados do ex-governador Raimundo Colombo (PSD), que pleiteia o cargo, defenderão a tese de que o segundo colocado deve ser empossado. Juristas experientes afirmam que terá que ser realizada uma nova eleição; porém, tem quem acredite no TRE catarinense que poderá haver a ocupação do cargo pelo segundo colocado, no caso, Colombo. Vamos acompanhar!

Marcelo Lula é jornalista e radialista. Atuou em emissoras de rádio e jornais no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Atualmente, faz comentários na Condá FM de Chapecó e na Rede Guararema de Rádios.

O jornalista tem se destacado por furos de fatos de grande repercussão em Santa Catarina, além de matérias investigativas e revelações dos bastidores de importantes investigações e da política.

Relacionadas