Região Brasil

Irreconhecível, Brasil é derrotado pelo Uruguai em Montevidéu

Seleção sofreu sua primeira derrota nas Eliminatórias da Copa 2026

Irreconhecível, Brasil é derrotado pelo Uruguai em Montevidéu
Foto: divulgação

Com uma atuação muito ruim e jogando um futebol irreconhecível, o Brasil acabou derrotado pelo Uruguai, na noite desta terça-feira (17), por 2 a 0. O jogo, em Montevidéu, foi válido pela quarta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2026.

PUBLICIDADE

Dessa forma, a seleção conheceu sua primeira derrota na competição, enquanto os uruguaios quebraram um tabu de 22 anos. Eles não venciam o Brasil em Eliminatórias desde 2001 e empataram, agora, em pontos com a Amarelinha na classificação. Além disso, os brasileiros perderam uma invencibilidade de 37 jogos em Eliminatórias: a última derrota tinha sido em 2015, contra o Chile.

A primeira etapa foi de poucas emoções. O Brasil começou tocando a bola a partir de seu campo de defesa, mas o Uruguai apertava a saída com eficiência. Aos poucos e com paciência, a seleção foi saindo para o jogo na base do toque de bola e da velocidade, mas cometia muitos erros no setor ofensivo.

Já na defesa, o time parecia disperso. A primeira etapa já estava no fim, quando os uruguaios aproveitaram um desses vacilos. Num de seus poucos ataques contundentes, Maxi Araújo cruzou da esquerda e Darwin Núñez cabeceou para fazer 1 a 0.

Se já era ruim, piorou logo na sequência, quando Neymar caiu após dividida com De La Cruz. Substituído imediatamente, ele saiu chorando e com a suspeita de uma grave lesão.

Foto: Vitor Silva CBF / divulgação

Na segunda etapa, o Brasil demorou até se encontrar no jogo, mas conseguiu ser um pouco mais eficaz com a bola no setor ofensivo. Gabriel Magalhães, zagueiro formado na base do Avaí, cabeceou para fora e Rodrygo, acertando o travessão em cobrança de falta, foram as melhores chances brasileiras.

Com Richarlison e Gabriel Jesus improdutivos no ataque, o Uruguai voltou a tentar e, novamente, contou com um erro da defesa brasileira. Aos 32 minutos, após cobrança de lateral, De La Cruz foi ao fundo e cruzou da direita, mesmo acossado por dois marcadores brasileiros: De La Cruz aproveitou e escorou para o gol vazio.

Relacionadas