Região Balneário / Itajaí

Guerra contra a dengue tem Dia D de vacinação neste sábado

Santa Catarina já registra mais de 30 mil casos e 14 mortes

Autor
Guerra contra a dengue tem Dia D de vacinação neste sábado
Foto: divulgação

Neste sábado (2), ocorre em todo o Brasil o Dia D de mobilização contra a dengue. Santa Catarina também participa da campanha, que dedica um dia especial no combate à doença, com reforço nas ações de eliminação dos focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus. De acordo com o Painel de Monitoramento, Santa Catarina registra mais de 30 mil casos prováveis de dengue, com 14 óbitos confirmados.

PUBLICIDADE

A ideia é que cada pessoa destine dez minutos do dia para intensificar o cuidado em casa. “É um dia para relembrar a importância dessas ações simples, que fazem diferença na prevenção à dengue. Nós sabemos que 75% dos focos do mosquito estão nas casas e esse é o momento para as pessoas aproveitarem e se unirem para vistoriar suas casas. Vamos olhar e tampar as caixas d’água, não deixar água parada nos vasos de plantas, manter as vasilhas de alimentação e de água dos animais sempre limpas, deixar o quintal limpo e sem garrafas ou locais onde a água pode ficar acumulada”, destaca Carmen Zanotto, secretária de Estado da Saúde.

O médico infectologista e Superintendente de Vigilância em Saúde de SC, Fábio Gaudenzi, fala mais sobre o Dia D da vacinação:

Além dessas ações, também haverá vacinação contra a dengue para crianças de 10 e 11 anos dos municípios de Joinville, Jaraguá do Sul, Guaramirim, Araquari e São Francisco do Sul.

A prevenção à dengue é contínua no Estado, mas em 2024, diante do cenário da doença, as atividades foram intensificadas. O Governo Federal repassou R$ 15 milhões aos municípios catarinenses para ações de combate (2023), com mais uma parcela de R$ 5 milhões em fevereiro de 2024. Além disso, seguem mobilizadas as campanhas de conscientização para eliminar focos do mosquito da dengue.

Outra providência foi promover a capacitação de profissionais da saúde para o atendimento de pacientes e a promulgação de um Decreto de Emergência no dia 24 de fevereiro para agilizar o apoio aos municípios;

A Secretaria estadual de Saúde ainda promoveu reuniões e diversos encontros com gestores e equipes municipais para discussão de cenário epidemiológico e intensificação das ações. Uma delaas foi a aplicação de inseticida nas áreas com transmissão, através do equipamento de Ultra Baixo Volume acoplado aos veículos.

Além disso, houve ações em conjunto com a Proteção e Defesa Civil para monitoramento estratégico da doença no estado e um mutirão de limpeza nos pátios de veículos com o apoio do Detran.

Cenário da dengue

“Vários municípios enfrentam situação de emergência causada pelo aumento de casos de dengue, e é muito importante que todos estejam muito atentos aos sintomas. Em caso de febre alta, dores nas articulações e atrás dos olhos, manchas vermelhas pelo corpo, procure um serviço de saúde”, alerta Fábio Gaudenzi, médico infectologista e superintendente de vigilância em saúde.

A hidratação, com muita água, deve começar imediatamente e o atendimento logo nos primeiros sintomas é fundamental para evitar que a doença se agrave. Também é importante não tomar remédios por conta própria sem uma avaliação do serviço de saúde.

Relacionadas