Região Grande Florianópolis

Grande Florianópolis pode ter tido primeira morte por dengue

Adolescente de 16 anos pode ser primeira morte por dengue na Grande Florianópolis

Autor
Grande Florianópolis pode ter tido primeira morte por dengue
Gabrielli (no detalhe) morreu ao dar entrada no Hospital de Tijucas. Foto: divulgação

Uma adolescente de 16 anos morreu por suspeita de dengue na manhã de sábado (24) no hospital São José, de Tijucas, na Grande Florianópolis, logo após ter dado entrada em estado grave no setor de emergência com os sintomas da doença. A causa da morte ainda deverá ser confirmada por exames no Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (Lacen).

PUBLICIDADE

Caso se confirme, este será o primeiro caso de morte provocada pela doença na região da Grande Florianópolis, contando também com a Capital, onde até o momento nenhum óbito foi registrado. Em toda Santa Catarina, foram nove mortes até o momento, sendo cinco em Joinville, uma em São Francisco do Sul, uma em Araquari e uma em Itajaí. Outras três mortes ainda seguem em investigação nos municípios de Itapiranga, Itapoá e Penha.

Em Tijucas, ja foram confirmados até o momento 281 casos ativos da doença.

O corpo da adolescente, identificada até o momento como Gabrielli, foi encaminhado para o SVO (Serviço de Verificação de Óbito), que também vai investigar as causas da morte. A Prefeitura de Tijucas,, onde a garota residia no bairro Areias, lamentou a perda precoce da jovem e se solidarizou com a família.

Santa Catarina registrou aumento de 654,8% nos casos prováveis da doença em 2024 na comparação com o mesmo período do ano anterior, informou a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive).

Relacionadas