Região Joinville / Jaraguá

Gaeco faz buscas em gabinetes de vereadores suspeitos de corrupção

Claudio Aragão e Mauricinho Soares, ambos do MDB, estão sendo investigados

Gaeco faz buscas em gabinetes de vereadores suspeitos de corrupção
Claudio Aragão (à esquerda) e Mauricinho Soares. Fotos: divulgação

Em Joinville, agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) estiveram na manhã desta quinta-feira (30) nos gabinetes de dois vereadores da cidade, cumprindo mandados de busca e apreensão. Claudio Aragão e Mauricinho Soares, ambos do MDB, são investigados por suspeita de envolvimento em crimes contra a administração pública, como peculato, corrupção ativa, corrupção passiva, falsidade ideológica e sonegação fiscal que teriam sido praticados entre os anos de 2016 e 2020.

PUBLICIDADE

De acordo com o processo que tramita na 13ª Promotoria de Justiça, os crimes teriam sido praticados através de um programa de pavimentação comunitária, onde os dois vereadores distribuíam lajotas cimentadas aos eleitores. Segundo o MPSC, as subprefeituras teriam distribuído o material para livre indicação política. Os investigados agiam como facilitadores das contratações celebradas para pavimentação de ruas, indicando os empreiteiros para a realização dos serviços.

Entre os parlamentares beneficiados pelo esquema, um deles já foi líder do governo municipal na Câmara e era conhecido como o “Rei da Lajota”. Até o momento, ninguém foi preso. A ação do Gaeco cumpre um total 28 mandados de busca e apreensão, na intenção de obter provas dos crimes contra a administração pública.

De acordo com o presidente da Câmara, vereador Diego Machado (PSDB), o Legislativo está dando todo o apoio para a polícia.

Relacionadas