Região Grande Florianópolis

Florianópolis terá Centro de Referência para Dengue na UPA Norte

Com plano de contingência estruturado, Capital poderá ter até quatro pontos exclusivos para atendimento da doença

Autor
Florianópolis terá Centro de Referência para Dengue na UPA Norte
Upa Norte, em Canasvieiras, onde vai funcionar o novo Centro. Foto: divulgação

Florianópolis abre na segunda-feira (26) seu primeiro Centro de Referência para Dengue (CRD). A estrutura será anexa à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Norte, em Canasvieiras, no Norte da Ilha, e tem expectativa de atender 150 pessoas por dia, das 7h às 19h. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a abertura do espaço ocorre em função do aumento do número de casos suspeitos para a dengue.

PUBLICIDADE

“É a primeira vez que essa iniciativa é realizada no município. Nosso plano de contingência para a dengue já estava definido desde dezembro e, a partir de lá, monitoramos e avaliamos diariamente a evolução do cenário epidemiológico. Quando registramos uma média de 100 casos suspeitos diários, nesta semana, decidimos avançar”, apontou a secretária municipal de Saúde, Cristina Pires Pauluci.

Dados mais recentes apontam que na Grande Florianópolis o índice de casos confirmados de Dengue por cada 100 mil havitantes é de 262,24.

O Centro de Referência para a Dengue vai atender somente casos suspeitos da doença, sendo possível realizar realizar avaliação clínica, testagem e coleta de exames laboratoriais, além da assistência em saúde, inclusive com hidratação venosa para os pacientes.

O atendimento vai contar com testes rápidos que apresentam resultados em poucos minutos, a fim de antecipar o diagnóstico e favorecer o diagnóstico e a evolução dos casos.

Contingência

Além desta primeira unidade na região norte, o plano de contingência da Secretaria Municipal de Saúde prevê a abertura de até três pontos adicionais, a depender da evolução dos casos. Os demais Centros devem funcionar nas UPA Continente, Sul e na Policlínica da Mulher e da Criança, caso necessário. A estratégia tem o objetivo principal de não sobrecarregar as demais unidades de saúde.

“Como aqui em Florianópolis a população tem acesso à assistência para dengue nas UPAs e Centros de Saúde, dependendo da demanda, essas unidades podem ficar sobrecarregadas. O CRD amplia a nossa capacidade de atendimento, estrutural e profissionalmente, sendo mais uma opção para a comunidade. Dessa forma, nossas equipes dos Centros de Saúde continuam a dar atenção necessária para o cuidado de rotina e monitoramento de doenças crônicas, por exemplo”, explicou a Secretária.

A orientação é que a população busque a unidade de saúde mais próxima ou ligue no Alô Saúde Floripa (0800 333 3233) e realize hidratação aos primeiros sintomas de dengue. Além disso, a prevenção do mosquito da dengue continua sendo a forma mais eficaz de combate à doença. É imprescindível que a comunidade realize a limpeza das residências, não deixe água parada, possibilite o trabalho dos agentes e denuncie possíveis focos de dengue no ZAP Denúncia, canal oficial da Prefeitura, por meio do WhatsApp 0800 808 0155.

Relacionadas