Região Grande Florianópolis

Exposição Mínimas, Múltiplas, Incomuns reúne trabalhos de 33 artistas em Florianópolis

Mostra coletiva abre no sábado com entrada é gratuita

Exposição Mínimas, Múltiplas, Incomuns reúne trabalhos de 33 artistas em Florianópolis
Foto: divulgação

Para encerrar o calendário expositivo de 2023, a Helena Fretta Galeria de Artes de Florianópolis promove a exposição Mínimas, Múltiplas, Incomuns. A mostra coletiva apresenta 40 trabalhos de artistas provenientes de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná e Argentina. A abertura está marcada para as 10h de sábado (2), com entrada gratuita.

PUBLICIDADE

De acordo com Helena Fretta, a exposição, que é inédita com este título, apresenta uma novidade. “Antes da pandemia já havíamos realizado duas exposições neste formato. E a partir desta edição vamos homenagear um de nossos artistas de acervo, já falecido e que deixou legado importante para a arte em Santa Catarina. Em 2023 a nossa homenagem será para Paulo Gaiad, um dos principais artistas contemporâneos que passou por Santa Catarina”, explica a curadora da mostra.

Natural de Piracicaba (SP), Paulo Gaiad mudou para Florianópolis nos anos 80 e ao longo da carreira trabalhou com as mais variadas dimensões e é reconhecido por usar múltiplas técnicas, além de materiais e suportes incomuns em suas obras. Segundo Helena, muitos dos artistas que participam da mostra podem ter conhecido, vivenciado ou mesmo se inspirado no trabalho do artista falecido em 2016.

“Homenagear este grande artista é colocá-lo ainda mais presente no acervo de nossa galeria, permitindo que sua obra seja ainda mais apreciada por aqueles que o conheceram e por outros, que irão visitar a exposição ao longo do mês de dezembro”, destaca.

Obras inéditas na galeria

Mínimas, Múltiplas, Incomuns tem como principal objetivo divulgar obras de arte em pequenas dimensões de artistas que costumam apresentar grandes trabalhos, entre telas, painéis ou mesmo esculturas. “É como se cada uma dessas obras fosse uma pequena joia, que podemos guardar em espaços também reduzidos, mas de grande importância”, salienta Helena.

Foto: Divulgação

Além do artista homenageado, Paulo Gaiad, participam da exposição: Adriana Füchter, Antonio Vargas, Beatriz Harger, Beta Monfroni, Betinha Trevisan, Boris Kossoy, Cassia Aresta, Clara Fernandes, Dirce Körbes, Ilca Barcellos, Jair Martins, Jairo Valdati, Janaina Corá, Janor Vasconcelos, Marau, Joyce Mussi, Kamilla Nunes, Lucas Flygare, Leandro Serpa, Letícia Cardoso, Lindote, Luciana Knabben, Luciano Boletti, Lucila Horn, M. Salette, Meg Tomio Roussenq, Patrícia Di Loreto, Rodrigo Cunha, Rubens Oestroem, Sara Ramos, Susana Bianchini e Yara Guasque.

“Uma das principais características da nossa galeria é a diversidade. Tanto que aqui é possível encontrar pinturas, desenhos, fotografias, esculturas e objetos escultóricos em diferentes técnicas. Para esta exposição não será diferente, as obras serão diversas e todas em pequenos formatos, respeitando o que cada artista se propõe a fazer”, compartilha Helena.

Todas as obras que compõem a exposição, sejam de artistas representados em atividade, bem como do acervo da galeria, vão estar disponíveis para aquisição. A mostra poderá ser visitada gratuitamente até 23 de dezembro na galeria que fica na Rua Presidente Coutinho, 532, no Centro de Florianópolis. O horário de visitação é de segunda a sexta, das 10h às 18h30 e sábados, das 10h às 13h.

Projeto Sala Expositiva

Na mesma data será aberta a exposição Esconde Esconde da artista Kamila Nunes. A mostra, que vai ocupar uma das salas do subsolo da galeria, fará a estreia do Projeto Sala Expositiva. “A nossa ideia é convidar um artista representado pela galeria para apresentar sua última série de trabalhos numa pequena exposição”, explica Helena.

Para a estreia do projeto, a artista convidada vai exibir pinturas sobre tela e papel, além de esculturas em cerâmica. Esconde Esconde ficará aberta para visitação no mesmo período da exposição Mínimas, Múltiplas, Incomuns.

Relacionadas