Região Balneário / Itajaí

Epidemia de dengue: Itajaí decreta situação de emergência

Documento foi assinado nesta quinta; cidade possui quase 800 casos da doença

Epidemia de dengue: Itajaí decreta situação de emergência
Foto: Divulgação / Prefeitura de Itajaí

Itajaí decretou situação de emergência em saúde pública para enfrentamento à epidemia de dengue na cidade. O documento foi assinado pelo prefeito Volnei Morastoni nesta quinta-feira (22). Com o decreto, é possível determinar a execução de ações necessárias para combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti e o tratamento adequado aos pacientes com a doença. A situação de emergência tem validade de 90 dias e pode ser prorrogada.

PUBLICIDADE

Por meio do documento, o prefeito determinou que a Secretaria Municipal de Obras realize a limpeza emergencial e imediata de terrenos baldios e imóveis abandonados com risco para dengue. Também autoriza a Secretaria de Saúde, quando necessário, a designar agentes para o ingresso forçado em casas fechadas ou abandonadas, cujos proprietários não atenderem a solicitação do município, para eliminação de criadouros do mosquito transmissor, conforme lei 6.974/2018.

“Estamos enfrentando uma nova epidemia de dengue, desta vez com maior gravidade e num cenário diferente do que geralmente ocorre. Por isso, determinei o apoio de todas as secretarias municipais para realizar as ações de combate. No decreto, também autorizo a Secretaria de Saúde a requisitar pessoal e equipamentos dos demais órgãos do município para execução de ações de prevenção e a oferta de tratamento adequado aos itajaienses que forem acometidos pela doença”, afirmou o prefeito.

Situação em números

Em 2024, Itajaí já registrou 798 casos confirmados e uma morte por dengue. Ao todo, já foram realizadas 3.023 notificações na cidade até sexta (23). Destes, 2.363 são casos prováveis, 570 descartados e 90 de outros municípios. Os bairros mais afetados são: Cordeiros (428 casos), Barra do Rio (120), Cidade Nova (63), São Vicente (41), São João (31) e Espinheiros (30).

Estratégias e ações

Em uma reunião de avaliação da situação da dengue em Itajaí, nesta sexta (23), o prefeito determinou novas ações de controle e prevenção. A principal delas é a montagem de um Centro de Triagem de pacientes com suspeita da doença.

O Centro de Triagem deve ficar localizado no Centro Integrado de Saúde (CIS), no bairro São Vicente, e será referência para pacientes com sintomas da doença, como febre alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dor intensa no corpo, diarreia, vômito ou manchas pelo corpo.

A intenção é que os pacientes que passarem pelo local recebam um encaminhamento ágil para realizar os exames de diagnóstico necessários, bem como tratamento e hidratação a fim de evitar o agravamento da doença.

Os trâmites para a execução do Centro de Triagem será de responsabilidade da Secretaria Municipal de Saúde. Ainda não há prazo para ativação do espaço.

A medida tem o objetivo de desafogar a alta demanda das Unidades de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. Somente em fevereiro, as estruturas realizaram mais de 28 mil atendimentos médicos, sendo 19.209 na UPA CIS e 8.944 na UPA do bairro Cordeiros.

Na quinta-feira (22), Santa Catarina decretou situação de emergência por causa da dengue. Navegantes declarou oficialmente também na quinta. As primeiras doses da vacina chegaram ao Estado na quarta-feira (21) e começaram a ser distribuídas.

Relacionadas