Região Grande Florianópolis

Custando R$ 800, cesta básica de Florianópolis é a mais cara do país

Em relação ao mesmo período de 2023, variação foi de 5,21%

Custando R$ 800, cesta básica de Florianópolis é a mais cara do país
Foto: Divulgação

Conforme o último levantamento do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), divulgado nesta semana, Florianópolis é a capital com a cesta básica mais cara do país, custando R$ 800,31.

PUBLICIDADE

Seguindo a Capital catarinense, São Paulo e Rio de Janeiro ocupam a segunda e a terceira colocação, respectivamente, com a soma dos 17 itens custando R$ 793,39 e R$ 791,77. Sendo assim, Florianópolis é a única capital cujo valor da cesta básica ultrapassa os R$ 800.

A variação foi puxada, principalmente, pela batata, pelo tomate e pelo feijão. Ainda segundo o Dieese, em comparação à mesma época do ano passado, o valor subiu 5,21%.

O estudo aponta ainda que, no mês de janeiro, para mater uma família de quatro pessoas em Florianópolis, o salário necessário era de R$ 6.723,41, o que corresponde a 4,76 vezes o valor do salário mínimo, de R$ 1.412.

Batata, tomate e feijão

Estes produtos tiveram as maiores altas e por isso, são os principais motivos para a elevação do preço da cesta básica na Capital catarinense. A batata foi o alimento com maior variação, subindo 74,19%.

O tomate aumentou em 16 das 17 capitais acompanhadas pelo Dieese, com suba de 22,19% em Florianópolis. O preço do quilo do feijão, que aumentou em todas as regiões, atingiu 15,82% de alta.

Relacionadas