Região Blumenau

Blumob diz que não sabia da paralisação e explica demissão de funcionário

Empresa alega que tomará medidas legais contra os abusos e ilegalidades

Blumob diz que não sabia da paralisação e explica demissão de funcionário
Foto: Redes sociais

A Blumob, empresa responsável pelo serviço de transporte público em Blumenau, emitiu um comunicado oficial na manhã desta quinta-feira (7), após o protesto organizado pelo Sindetranscol, que impediu motoristas de trabalharem e provocou atrasos nos primeiros horários do dia. A concessionária alega que não sabia da paralisação e também foi pega de surpresa, assim como os usuários.

PUBLICIDADE

A empresa ainda esclareceu detalhes sobre a demissão de um funcionário, que seria o motivo da manifestação. A Blumob alegou também que, assim como a Prefeitura de Blumenau, tomará medidas legais contra os abusos e ilegalidades cometidos pelo sindicato a fim de evitar mais transtornos aos usuários do sistema.

Confira abaixo o comunicado oficial na íntegra:

A BLUMOB esclarece que não foi comunicada com antecedência legal acerca da greve ocorrida na data de hoje, com a paralisação dos ônibus urbanos no Terminal do Aterro.

Pelo que o Sindicato, responsável pela greve informou, a paralisação ocorreu devido a demissão de um funcionário. Necessário esclarecer que a demissão de um funcionário é poder diretivo da empresa empregadora e a BLUMOB, nos desligamentos, observa as regras legais vigentes. O funcionário demitido não é dirigente sindical, era membro suplente do Conselho Fiscal do Sindicato, sem estabilidade legal e foi desligado, com recebimento de todos os seus direitos trabalhistas.

O desligamento individual de um empregado, seja qual for, por certo, não se enquadra na natureza de um tema coletivo, havendo desvio da finalidade sindical no uso da entidade de interesse social, por meio de seus instrumentos de defesa coletivos, nos arranjos de interesses individuais de um empregado.

A empresa também esclarece não haver nenhum problema ou questão suscitada em relação às condições de trabalho nos Terminais. O Sindicato já judicializou essa questão anteriormente, ficando judicialmente decidido que a empresa oferta as condições de trabalho de acordo com as normas regulamentadoras.

A BLUMOB lamenta os transtornos causados aos seus usuários e tomará as medidas legais cabíveis contra os abusos e ilegalidades cometidos em detrimento de suas funções no serviço público essencial de transporte e no interesse social que necessita do serviço.

Relacionadas