Região Grande Florianópolis

(A)Gentes do Riso voltam ao Hospital Infantil com abraços até o dia 14

Artistas levam alegria e acolhimento para pacientes, familiares e funcionários do Hospital Infantil Joana de Gusmão

(A)Gentes do Riso voltam ao Hospital Infantil com abraços até o dia 14
Fotos: divulgação

Mais de três mil sorrisos, centenas de brincadeiras, milhares de olho no olho e emoções capazes de iluminar o ambiente hospitalar. Isso tudo foi resultado de um ano de intervenções dos (A)Gentes do Riso no Hospital Infantil Joana de Gusmão, instituição considerada referência no Estado de Santa Catarina que recebe cerca de 16 mil pacientes por mês. Em dezembro, para fechar o ano, os (A)Gentes irão levar um tratamento antigo e revolucionário para dentro do hospital: abraços.

PUBLICIDADE

Os últimos atendimentos de 2022 acontecem a partir desta quarta (7), até o dia 14, e as palhaças e os palhaços irão distribuir “vales abraços”, reutilizáveis e que podem ser usados sem contraindicações. Importante dizer que o abraço pode ser aquele tradicional e bem aconchegante entre os mais próximos ou por meio de um olhar carinhoso, outra forma de acolher.

“Os (A)Gentes descobriram que o método mais rápido de ‘aquecimento do coração’ é um abraço – a ação que leva duas pessoas a aproximar um coração do outro e que ainda usa os braços para um carinho demorado e gostoso”, conta Egon Seidler, o (A)Gente Jubi.

O vale é um presente, um pouco diferente desses que o final de ano traz. Ele provocará abraços, sorrisos e a reflexão sobre a importância do afeto, confiança e segurança.

“A ideia é resgatar, depois de tempos tão duros e que ainda exigem cuidados, a lembrança do que realmente importa e faz diferença, tanto nos processos de cura quanto na vida em geral – estar com o coração aquecido e com quem se ama ou pode cuidar da gente”, reflete Greice Miotello, a (A)Gente Gretta Panschetta.

As muitas formas de abraçar

O destino de quem recebe um vale e resolve usá-lo é certo: o colo de quem está próximo no dia a dia – um paciente e um acompanhante; um acompanhante e uma funcionária; uma paciente e uma funcionária.

“Para os demais, seguimos com a oferta e a indicação do que descobrimos nos últimos anos, que o olhar também abraça, que outros gestos também fazem a diferença e podem trazer calor ao coração”, diz Débora de Matos, a (A)Gente Esmeralda.

???

Ano intenso com 25 plantões

O ano foi intenso. Os 14 palhaças e palhaços trabalharam bastante para colocar luz no que está bom dentro do hospital: no total, de junho a dezembro, serão 25 plantões, sempre realizados nas tardes das quartas-feiras, além de treinamentos para os (A)Gentes nas segundas-feiras. As atividades retomam em 2023, ainda no primeiro semestre.

O projeto existe desde 2011 e desde então contabiliza mais de 135 mil sorrisos. Tem o abraço do Setor de Psicologia da instituição para alcançar pacientes, acompanhantes, voluntários, visitantes e funcionários do HIJG, provocando transbordamentos de riso.

Essa fase do projeto acontece por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, com o patrocínio da Cassol Centerlar e realização da Traço Cia. de Teatro, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal.

Relacionadas